• Nós Perfuramos!

    Yguatu Poços Artesianos. Quase meio século perfurando poços artesianos e semi artesianos atendendo diversos clientes em todo o Brasil e America Latina. Fundada em 1968, nossa empresa é uma das mais tradicionais neste ramo de atividade sempre primando pela qualidade de entrega de seus serviços.

Perfurações

  • Reconhecimento da Região
  • Cimentação
  • Teste de Vazão / Perfis
  • Tipos de Rocha
Reconhecimento da Região 

Nesta etapa desenvolvem-se estudos de caráter regional, com o objetivo de se identificar os locais mais favoráveis sob o ponto de vista geológico e topográfico. Avaliando as interferências técnicas e ambientais que a obra possa sofrer ou causar. Estes estudos são de natureza ampla, regional levantando o possível potencial hidrológico. ( Análise dos pontos de fuga e captação de água).

 

Montagem do equipamento

Depois de dimensionado o terreno, os maquinários e os materiais são dispostos estrategicamente para um melhor aproveitamento e praticidade de perfuração.

 

 

Perfuração

Realizado pelo sistema de rotopneumática, tem como objetivo encontrar as fraturas, fissuras e/ou porosidades (arenitos) da rocha onde ocorre o acúmulo de água. 

 

Revestimento

A perfuração é interrompida quando se atinge a rocha, para que a camada inconsolidada (solo e rocha alterada) seja avaliada para receber o revestimento. O objetivo do revestimento é isolar a perfuração da camada superficial, evitando assim o desmoronamento e a contaminação da água. Em áreas onde ocorre areia o poço é totalmente revestido. 

Cimentação

Após o revestimento realizamos a cimentação para uma melhor fixação da tubulação e um perfeito isolamento das camadas que podem contaminar o poço. 

 
Desinfecção

Concluídos os serviços de limpeza e desenvolvimento, deverá ser efetuada a desinfecção do poço através da aplicação de solução de hipoclorito de sódio.


 

 

Teste de Vazão 
 
Após o término da perfuração uma outra equipe visita a obra com todos os equipamentos (Guincho, bomba submersa, gerador e encanamentos) necessários para a realização do teste de vazão. Sua função é determinar os padrões hidrodinâmicos e a capacidade de produção Litros/Horas do poço. A partir dos dados obtidos nesse teste é possível dimensionar o equipamento que será utilizado no bombeamento de água.

Perfis Possíveis - Perfil 01

Temos o exemplo de uma região com uma camada de solo, uma camada de rocha alterada e uma de rocha ígnea ou metamórfica. O revestimento se faz necessário na camada de solo e rocha alterada, na rocha não é necessário o revestimento por se tratar de um material mais consolidado ("duro"). A água será encontrada nas fraturas e fissuras deste material.

Perfis Possíveis - Perfil 02

Temos uma região com uma camada de solo, e outra de arenito. Neste caso, como areia é friável ("mole") é necessário revestir todo o poço colocando os filtros nas melhores entradas de água. Em torno do revestimento é injetado o pré-filtro para uma melhor captação (qualidade) de água. A água se concentra na porosidade (vazios) do arenito.

 

Rochas Ígneas As rochas ígneas, ou magmáticas resultam da solidificação de material rochoso, parcial a totalmente fundido, denominado magma, gerado no interior da crosta terrestre. Conforme seu local de formação, distinguem-se dois tipos de rochas ígneas.

Plutônicas ou Intrusivas formadas no interior da crosta terrestre, pelos lentos processos de resfriamento e solidificação do magma. EX: granito, sienito, diabasio, diorito, gabro, etc. Vulcânicas ou Extrusivas formadas na superfície terrestre ou nas suas proximidades, pelo extravasamento explosivo, ou não de lava. EX: basalto, andesito, riolito, etc.

Rochas Sedimentares São resultantes da consolidação de sedimentos, ou seja, partículas minerais provenientes da desagregação e do transporte de rochas preexistentes, ou da precipitação química, ou de ação biogênica, normalmente recobrem as rochas ígneas e metamórficas. EX: calcários, dolomitos, folhelho, carvão, agilito, arenitos, etc. Rochas Metamórficas São derivadas de outras pré-existentes, que no decorrer dos processos geológicos sofreram mudanças mineralógicas, químicas e estruturais, no estado sólido, devido a alterações físicas (temperatura e pressão) e químicas. EX: quartizito, mármore, gnaisse, ardósias, xisto, filito, etc.